Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 25 de maio de 2019 Hora Certa 08h01

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Veja também

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

09/05/2019 15:12:00

Diretor Mauro Silva é entrevistado por Heródoto Barbeiro sobre parecer de MP que limita atuação da Receita


Foto: Reprodução

O diretor de Defesa Profissional e Assuntos Técnicos da Unafisco Nacional, Mauro Silva, foi entrevistado pelo jornalista Heródoto Barbeiro, na edição de 8 de maio do Jornal da Record News, para falar a respeito do parecer apresentado pelo senador Fernando Bezerra (MDB/PE) na MP 870/19, que trata da organização da Presidência da República e dos Ministérios. O parlamentar incluiu trecho limitando a atuação dos Auditores Fiscais da Receita a crimes tributários. Além disso, o texto proíbe que indícios de crimes não tributários encontrados pelos Auditores Fiscais sejam compartilhados com outras autoridades sem autorização judicial.

O diretor da Unafisco explicou que o parecer é uma tentativa de enfraquecer a Receita no combate à lavagem de dinheiro e à corrupção. Na prática, se a MP for aprovada, os Auditores Fiscais ficarão impossibilitados de participar de importantes forças-tarefas para o País, que, inclusive, contam com uma atuação imprescindível dos Auditores Fiscais, como ocorre na Operação Lava Jato, entre outras.

Observando que o artigo 64-A do parecer faz menção ao artigo 106, inciso I do CTN, Mauro Silva ressaltou “que isso será aplicado retroativamente. Então, veja, se você impede a atuação dos Auditores em crimes que não sejam contra a ordem tributária e aplica retroativamente, significa que dezenas e dezenas de condenações por corrupção irão ser nulas. As condenações já existentes serão tidas como nulas porque foi a atuação da Receita Federal na apuração da origem do dinheiro, na apuração de toda a movimentação financeira que serviu para o ministério público preparar os processos e indicar a condenação”, afirma Mauro.

Heródoto estranha a questão de a lei retroagir. “Mas a lei retroage?” Mauro responde que, em regra, não. “Mas nesse caso, há um dispositivo específico determinando a retroação dos efeitos dessa lei. Então a lei só vale para o futuro, em regra, mas nesse caso, foi previsto um dispositivo para que se aplique para fatos passados. Isto quer dizer que dezenas e dezenas de condenações, por corrupção e lavagem de dinheiro, serão tidas como nulas. Isso é uma coisa assustadora, não condiz com o discurso, por exemplo, que ajudou a eleger o atual governo e a gente espera que a base governista, atendendo aos reclames da sociedade, ajude também, com os deputados da oposição, a derrubar essa iniciativa, que é muito ruim para o Brasil.”


Abaixo, assista à entrevista na íntegra.

 

Manter o elemento P

Ver todas as notícias


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 95,56.
Para pensionistas: R$ 71,67.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]