Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 23 de outubro de 2018 Hora Certa 01h59

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Notícias Principais

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

09/02/2018 09:00:00

Reforma da Previdência: 'Proposta é simplesmente a supressão de direitos', diz presidente da Unafisco durante seminário em SP

Confira o álbum de fotos


Fotos: Bruna Serra

A Unafisco Nacional, em conjunto com DS Campinas/Jundiaí, DS São Paulo e DS Santos, promoveu o seminário Reforma da Previdência: Mitos e Verdades, em 6/2, no Hotel Excelsior, localizado na capital paulista.

O presidente da Unafisco, Kleber Cabral, que foi um dos palestrantes do evento, fez diversas críticas à proposta e aos argumentos do governo para justificar a necessidade de uma reforma previdenciária. “A proposta é simplesmente a supressão de direitos."

Kleber apontou que o governo “não faz a lição de casa” no que diz respeito, por exemplo, à cobrança dos grandes devedores, ao combate à sonegação e ao fim da extinção da punibilidade dos crimes tributários. “Quem pagará o pato não serão os empresários da Avenida Paulista e sim a grande massa de trabalhadores urbanos, rurais e do serviço público”, completou. Segundo Kleber, estima-se que apenas a sonegação é responsável por escoar pelos ralos mais de R$ 500 bilhões por ano no País.

Durante a explanação, ele ainda apresentou dados referentes aos programas de parcelamentos especiais, os Refis. Kleber afirmou que, conforme informações da Receita Federal, foram 40 Refis de 2000 até a atualidade. Somente no ano passado, houve quatro programas de parcelamentos, além de duas leis de repatriação de ativos no exterior. “O fato é que esse conjunto de fatores cria um clima de impunidade tributária. É uma percepção de que não vale a pena ser um bom contribuinte no Brasil, porque do bom contribuinte é exigido tudo e para aquele que sonega ou está inadimplente são dadas inúmeras vantagens.”

Malefícios da reforma. Entre outros pontos propostos na reforma da Previdência, Kleber falou a respeito da proibição do acúmulo de benefícios, como aposentadoria e pensão por morte. “Isso é muito grave porque, conforme o caso, reduz drasticamente o orçamento doméstico”, ressaltou.

Ele também disse que a mudança pretendida pelo governo em relação à idade mínima para aposentadoria não leva em consideração a expectativa de vida com saúde do brasileiro.

O seminário teve também explanações da vice-presidente da Comissão Especial de Direito Previdenciário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Thais Maria Riedel de Resende Zuba; e da integrante da Comissão de Entidades Fechadas/RJ do Instituto Brasileiro de Atuária, Marília Vieira Machado da Cunha Castro. A mesa de trabalhos foi coordenada pelo segundo vice-presidente da DS/SP, José Caetano dos Santos.  

Mais presenças. Pela Unafisco Nacional participaram do evento os diretores Massumi Takeishi (Finanças e Contabilidade), Maria Aparecida Gerolamo (adjunta de Finanças e Contabilidade) e José Ricardo Alves Pinto (Administração). Também marcaram presença os presidentes das DSs São Paulo/SP e Santos/SP do Sindifisco Nacional, Tânia Regina Coutinho Lourenço e Renato Tavares da Silva Filho, respectivamente; entre outros.

Esse seminário foi o segundo de uma série de três edições realizadas por meio de parceria entre Unafisco Nacional, DS Campinas/Jundiaí, DS São Paulo e DS Santos. A iniciativa ainda conta com o apoio das seguintes delegacias sindicais do Sindifisco Nacional: Cumbica, Grande ABC, Guarulhos, Limeira, Piracicaba e Sorocaba. 

 

Leia também: Campinas/SP: Em seminário, Unafisco aponta os equívocos da reforma da Previdência

Manter o elemento P

Ver todas as notícias


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 91,45.
Para pensionistas: R$ 68,59.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]