Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 17 de junho de 2019 Hora Certa 02h49

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Notícias Principais

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

09/04/2019 12:16:00

Unafisco e Sindifisco emplacam emendas ao pacote anticrime contra sonegação



Aproveitando o momento político favorável ao Projeto de Lei nº 1864/19, mais conhecido como pacote anticrime do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, a Unafisco Nacional e o Sindifisco Nacional somaram forças e conseguiram emplacar duas emendas a esse projeto. Elas foram apresentadas pelo senador Major Olimpio (PSL/SP), na tarde de 5/4, depois de intenso trabalho parlamentar.

As referidas emendas ao projeto, que se encontra na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, objetivam retirar do ordenamento jurídico brasileiro a possibilidade de extinção de punibilidade para os crimes contra a ordem tributária, que atualmente ocorre com o pagamento do tributo devido. “A legislação vigente prevê que o pagamento do tributo, antes do recebimento da denúncia, extingue a punibilidade do crime. Outra hipótese é a suspensão da pretensão punitiva do Estado para o infrator que estiver incluído em programa de parcelamento de débitos tributários. Ou seja: não é necessário sequer realizar o pagamento integral dos créditos tributários; basta aderir a um Refis e, durante o período do parcelamento, o infrator não responderá pelos delitos cometidos, extinguindo-se ao final o crime com o adimplemento das parcelas”, segundo trecho do documento.

A falta de punição promove crimes tributários, porque privilegia infratores e, por tabela, incentiva empresas concorrentes a adotarem a mesma conduta criminosa, porque a sonegação se revela atividade comercial de risco calculado, pois “o pior cenário que o criminoso pode esperar é o do pagamento dos tributos e multas devidos, sendo certa a impunidade.”

Abaixo, clique para ler as emendas

EMENDA 11-T


EMENDA 12-T

Na realidade, o texto inteiro dessa proposta está contido no Projeto de Lei (PLS) 423/17 elaborado pela Unafisco e endossado pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Previdência (CPIPREV). Esse PLS, que está em tramitação no Senado, prevê cadeia para o sonegador, com penas equiparadas às do crime de corrupção (2 a 12 anos), havendo redução da pena com o pagamento, e não mais a extinção da punibilidade com o pagamento (ou mero parcelamento) das dívidas tributárias.

De acordo com o levantamento feito pela Unafisco, e citado nas justificativas das emendas, a sonegação fiscal é responsável pela perda anual de R$ 500 bilhões por ano. No mesmo período, a corrupção leva aproximadamente R$ 200 bilhões.

É preciso, portanto, punir os que infringem dolosamente a lei, “sem deixar de premiar o pagamento dos tributos devidos com a respectiva redução da pena”, conclui o documento.

Trabalho Parlamentar. As iniciativas dentro do Congresso Nacional continuam. O diretor Mauro Silva e o assessor parlamentar da Unafisco, Adalberto Valentim, continuam agendando visitas aos parlamentares. Os representantes da Unafisco pedem apoio aos deputados e senadores a fim de que o combate à sonegação e à corrupção seja realmente impactante nesse pacote anticrime.



Leia também:

O Antagonista: Líder do PSL quer incluir no pacote anticrime fim da anistia a sonegadores

Nota Técnica Unafisco Nº 10/2018 - O aumento das penas e a revogação dos dispositivos legais que permitem a extinção da punibilidade dos crimes contra a ordem tributária

Unafisco faz trabalho parlamentar pelo avanço do PLS 423 que prevê cadeia para sonegador

Votação on-line: Participe da consulta pública do Senado Federal sobre dois projetos de lei da Unafisco

Unafisco Informa Especial CPI da Previdência

Manter o elemento P

Ver todas as notícias


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 95,56.
Para pensionistas: R$ 71,67.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]