Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 16 de setembro de 2019 Hora Certa 01h16

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Notícias Principais

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

09/05/2019 15:08:00

Os ricos da Reforma da Previdência: quem ganha mais de R$ 2.231



O economista e ex-banqueiro Eduardo Moreira separou apenas dois pontos da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 6/2019 para comprovar, com números do próprio governo, que a Reforma da Previdência não cortará privilégios nem promoverá igualdade de regras para ricos e pobres.

Em um vídeo postado na última segunda-feira (6/5) em seu canal no Youtube, Moreira explicou didaticamente que a proposta de economia de mais de R$ 1 trilhão, nos próximos dez anos, vem da redução de direitos dos beneficiários do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), Benefício de Prestação Continuada (BPC) e Abono Salarial.

O economista analisou tabela feita pela equipe econômica do governo com estimativa de impacto em dez e 20 anos das medidas da PEC 6/2019. A conclusão de Moreira é que o governo economizará R$ 3,4 trilhões em 20 anos. Desse total, R$ 2.734 trilhões vem do INSS dos trabalhadores e mais pobres.

Sobre a narrativa de os servidores públicos serem os grandes responsáveis pelo déficit, o economista discordou por considerar muito baixo o valor apresentado na tabela supracitada. Segundo Moreira, as alíquotas maiores representam R$ 16 bilhões e cairão pela metade, nos dez anos seguintes.

“O que você chama de corte de privilégio, que nesses primeiros dez anos já é super pequeno, nos dez anos seguintes vira zero praticamente. E aquilo que não é privilégio vira quase 94% da economia, que é muito maior.”

Moreira também alertou sobre os itens 50 e 51 da PEC no quais o governo define como ricos os trabalhadores com salários de R$ 2.231 e pobres quem recebe R$ 1.251. “Talvez você seja o rico aos olhos do governo  e não sabe. Tá aqui defendendo o corte do privilégio dos ricos sem saber que o rico que vai pagar essa conta é você.”

 

Abaixo, assista ao vídeo:

Manter o elemento P

Ver todas as notícias


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 95,56.
Para pensionistas: R$ 71,67.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]