Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 21 de novembro de 2018 Hora Certa 06h04

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Notícias Jurídicas

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

12/08/2015 13:19:00

Gifa 45%: STJ consolida vitória da Unafisco e União interpõe recurso extraordinário


Comunicação



O Superior Tribunal de Justiça consolidou a vitória da Unafisco Nacional no processo da Gifa 45%, que objetiva assegurar aos aposentados e pensionistas a Gifa no percentual de 45% sobre o maior vencimento básico, entre 1º de julho de 2004 e 30 de junho de 2006.

O ministro Humberto Martins, por meio de decisão monocrática, negou seguimento ao recurso especial interposto pela União. Inconformada com a decisão, a AGU manejou o recurso denominado agravo regimental, para que a matéria fosse analisada pela 2ª Turma do STJ, que também negou provimento a esse recurso.

No âmbito do STJ, por fim, a AGU interpôs o recurso denominado embargos de declaração que, pela legislação processual, visa tão somente sanar eventual omissão, obscuridade ou contradição que contenha a decisão recorrida. O propósito claro da AGU com esse recurso era protelatório, além de uma tentativa processualmente ineficaz de rediscutir todo o mérito da causa. Novamente, foi negado provimento aos embargos de declaração, consolidando a vitória da entidade no âmbito do STJ.

Inconformada, porém, a AGU interpôs no dia 3/8/2015 o recurso extraordinário, de competência do Supremo Tribunal Federal (STF), objetivando a rediscussão do mérito da demanda e a reversão da decisão proferida pelo STJ.

Destacamos que a interposição do recurso extraordinário nesse momento processual, apenas pode ter o condão de apontar alguma inconstitucionalidade constante na decisão proferida pelo STJ, pois o momento oportuno para arguição de inconstitucionalidade quanto ao mérito da demanda fora no âmbito de tramitação perante o TRF3, o que não ocorreu à época.

A legislação processual estabelece que o juízo de admissibilidade do recurso extraordinário na hipótese em questão seja feito pelo vice-presidente do STJ, para o qual o recurso já foi distribuído, para depois, se admitido, ser remetido ao STF para nova apreciação de admissibilidade e apreciação de mérito.  

A Diretoria Jurídica entende que o recurso extraordinário não preenche as hipóteses de cabimento e está trabalhando arduamente para que o vice-presidente do STJ faça o juízo de admissibilidade do recurso em questão o mais breve possível, de modo a não admiti-lo.

Fica flagrante que, a despeito de todo o esforço da Diretoria Jurídica para que a tramitação dessa ação (e de todas as demais) seja célere, a enormidade de possibilidades recursais e a atuação nem sempre leal, processualmente falando, da AGU, leva a que a duração de todas as nossas ações seja extremamente lenta.

Assim que houver novidades, informaremos aos associados. 


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 91,45.
Para pensionistas: R$ 68,59.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]