Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 20 de abril de 2019 Hora Certa 07h14

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Notícias

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

09/04/2019 12:16:00

Unafisco e Sindifisco emplacam emendas ao pacote anticrime contra sonegação



Aproveitando o momento político favorável ao Projeto de Lei nº 1864/19, mais conhecido como pacote anticrime do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, a Unafisco Nacional e o Sindifisco Nacional somaram forças e conseguiram emplacar duas emendas a esse projeto. Elas foram apresentadas pelo senador Major Olimpio (PSL/SP), na tarde de 5/4, depois de intenso trabalho parlamentar.

As referidas emendas ao projeto, que se encontra na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, objetivam retirar do ordenamento jurídico brasileiro a possibilidade de extinção de punibilidade para os crimes contra a ordem tributária, que atualmente ocorre com o pagamento do tributo devido. “A legislação vigente prevê que o pagamento do tributo, antes do recebimento da denúncia, extingue a punibilidade do crime. Outra hipótese é a suspensão da pretensão punitiva do Estado para o infrator que estiver incluído em programa de parcelamento de débitos tributários. Ou seja: não é necessário sequer realizar o pagamento integral dos créditos tributários; basta aderir a um Refis e, durante o período do parcelamento, o infrator não responderá pelos delitos cometidos, extinguindo-se ao final o crime com o adimplemento das parcelas”, segundo trecho do documento.

A falta de punição promove crimes tributários, porque privilegia infratores e, por tabela, incentiva empresas concorrentes a adotarem a mesma conduta criminosa, porque a sonegação se revela atividade comercial de risco calculado, pois “o pior cenário que o criminoso pode esperar é o do pagamento dos tributos e multas devidos, sendo certa a impunidade.”

Abaixo, clique para ler as emendas

EMENDA 11-T


EMENDA 12-T

Na realidade, o texto inteiro dessa proposta está contido no Projeto de Lei (PLS) 423/17 elaborado pela Unafisco e endossado pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Previdência (CPIPREV). Esse PLS, que está em tramitação no Senado, prevê cadeia para o sonegador, com penas equiparadas às do crime de corrupção (2 a 12 anos), havendo redução da pena com o pagamento, e não mais a extinção da punibilidade com o pagamento (ou mero parcelamento) das dívidas tributárias.

De acordo com o levantamento feito pela Unafisco, e citado nas justificativas das emendas, a sonegação fiscal é responsável pela perda anual de R$ 500 bilhões por ano. No mesmo período, a corrupção leva aproximadamente R$ 200 bilhões.

É preciso, portanto, punir os que infringem dolosamente a lei, “sem deixar de premiar o pagamento dos tributos devidos com a respectiva redução da pena”, conclui o documento.

Trabalho Parlamentar. As iniciativas dentro do Congresso Nacional continuam. O diretor Mauro Silva e o assessor parlamentar da Unafisco, Adalberto Valentim, continuam agendando visitas aos parlamentares. Os representantes da Unafisco pedem apoio aos deputados e senadores a fim de que o combate à sonegação e à corrupção seja realmente impactante nesse pacote anticrime.



Leia também:

O Antagonista: Líder do PSL quer incluir no pacote anticrime fim da anistia a sonegadores

Nota Técnica Unafisco Nº 10/2018 - O aumento das penas e a revogação dos dispositivos legais que permitem a extinção da punibilidade dos crimes contra a ordem tributária

Unafisco faz trabalho parlamentar pelo avanço do PLS 423 que prevê cadeia para sonegador

Votação on-line: Participe da consulta pública do Senado Federal sobre dois projetos de lei da Unafisco

Unafisco Informa Especial CPI da Previdência

Manter o elemento P

Ver todas as notícias


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 95,56.
Para pensionistas: R$ 71,67.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]