Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 6 de julho de 2020 Hora Certa 01h53

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Notícias

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

18/06/2020 09:35:00

Entrevista: Auditor Fiscal José Roberto Mazarin fala dos desafios de assumir a 8ª RF



A Unafisco Nacional entrevistou o Auditor Fiscal José Roberto Mazarin que assumiu recentemente a superintendência regional da Receita Federal do Brasil na 8ª Região Fiscal São Paulo.

Há 25 anos na Receita Federal, Mazarin falou da experiência e histórico de chefias no órgão. Antes de ser aprovado no concurso para Auditor Fiscal em 1996, ele foi técnico do Tesouro Nacional na DRF/Marília.

Mazarin também destacou os desafios como superintendente da 8ª RF, como a atual situação de emergência sanitária, decorrente da pandemia da Covid-19, implementação de nova estrutura da Receita Federal, e a redução dos recursos orçamentários disponíveis.

“Muitos dos procedimentos definidos demandam grande esforço, agilidade das ações e precisão, pois incluem desde a extinção e transformação de unidades até a formatação final das equipes regionais de atendimento, arrecadação, fiscalização, seleção e de monitoramento dos maiores contribuintes na 8ª Região Fiscal”, disse.

UNAFISCO NACIONAL. O senhor poderia falar da sua trajetória na Receita Federal e formação acadêmica?

Auditor Fiscal José Roberto Mazarin superintendente. Ingresso na Receita Federal em 1995, como técnico do Tesouro Nacional na DRF/Marília. Aprovação como Auditor Fiscal da Receita Federal no concurso de 1996. Posse como Auditor Fiscal em 1997 na Delegacia da Receita Federal em Goiânia (1ª RF), tendo exercido as funções de chefe substituto da Seção de Tributação, chefe da Seção de Arrecadação e delegado substituto. Delegado da Receita Federal em Presidente Prudente, de 2004 a 2010. Delegado da Receita Federal em Jundiaí, de 2010 a 2013. Delegado da Receita Federal em Campinas, de 2013 a 2019.

UN. Na sua visão, o que foi relevante para que recebesse o convite de assumir a superintendência? Recebeu algum tipo de recomendação especial para sua gestão?

José Roberto Mazarin. Trata-se, logicamente, de uma decisão do sr. Secretário, mas acredito que vários fatores contribuíram, como o tempo de exercício no cargo, o histórico de chefias na Receita Federal, a formação acadêmica e os eventos de capacitação concluídos. O fato de ter exercido a gestão em três unidades da Receita Federal na 8ª Região Fiscal também pode ter sido fundamental. Dada a responsabilidade da incumbência, as recomendações recebidas são aquelas voltadas ao fiel cumprimento dos deveres e obrigações inerentes à função assumida.

UN. Quais desafios acredita que enfrentará na função?

José Roberto Mazarin. Muitos desafios com certeza, alguns são de natureza circunstancial, como os ligados à atual situação de emergência de saúde pública por conta da pandemia em curso, que exige a adoção de medidas e cuidados específicos, e que dificulta muito a comunicação entre as pessoas, podendo ocasionar atrasos e postergações de ações importantes. Desafiadora também a implementação da nova estrutura da Receita Federal, que atualmente se encontra na fase final de elaboração do novo Regimento Interno, previsto para o final de julho. Muitos dos procedimentos definidos demandam grande esforço, agilidade das ações e precisão, pois incluem desde a extinção e transformação de unidades até a formatação final das equipes regionais de atendimento, arrecadação, fiscalização, seleção e de monitoramento dos maiores contribuintes na 8ª Região Fiscal. Ao mesmo tempo, a redução dos recursos orçamentários disponíveis para a Receita Federal, como um todo, contribui para elevar o grau das dificuldades a vivenciar.

UN. Quais são os principais projetos que pretende implementar na RF?

José Roberto Mazarin. A prioridade, no momento, é mesmo a implementação da nova estrutura da Região Fiscal, conforme definição já existente, e que vem acompanhada da necessidade de uma atenção especial com as pessoas envolvidas em todo o processo. As mudanças nas atividades desenvolvidas, alterações de chefias e, por vezes, modificação de exercício ou localização física podem trazer angústias e incertezas às pessoas, sendo necessário o planejamento de ações de capacitação, bem assim a implementação de atitudes no sentido de proporcionar maior conforto, motivação e segurança aos servidores. A partir de um diagnóstico inicial serão traçadas as definições do planejamento estratégico da Região Fiscal para os próximos períodos de gestão.

UN. Em sua opinião, qual o maior desafio que a Classe enfrenta hoje e como superá-lo?

José Roberto Mazarin. Os Auditores Fiscais e suas entidades representativas têm se engajado na incumbência de trabalhar continuamente pela valorização da Classe, o que é um grande desafio, e passa pela conscientização da sociedade sobre a importância do seu trabalho junto à administração tributária, no combate à sonegação fiscal, na repressão ao contrabando e descaminho, no controle aduaneiro e na arrecadação dos recursos para o Estado brasileiro prosseguir na execução de suas políticas públicas.

UN. Como enxerga a relação entre o cargo que assume e as entidades representativas dos Auditores Fiscais?

José Roberto Mazarin. No meu entender, essa relação deve ser sempre pautada pela cordialidade, respeito mútuo, diálogo e franqueza. Esta superintendência, quando instada, estará sempre pronta a receber e a dialogar com os representantes das entidades dos Auditores Fiscais e demais cargos que compõem os quadros da Receita Federal. Evidentemente, é natural que possam existir divergência de opiniões, conceitos e ideias, ou mesmo impedimentos ao atendimento ou encaminhamento de eventuais demandas, o que não impede a discussão de maneira aberta e distinta, sempre na busca da melhor solução possível.

Manter o elemento P

Ver todas as notícias


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 95,56.
Para pensionistas: R$ 71,67.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]