Receita Federal e a Prefeitura de São Paulo apreenderam nesta quinta-feira (25) cerca de 4 mil celulares durante uma operação conjunta em shoppings populares da região central da capital paulista.

O objetivo da operação "De onde fala" foi inibir a comercialização de telefones celulares novos de origem ilícita vendidos na cidade.

Segundo a Receita Federal, a prática lesa os importadores que atuam legalmente e subtrai os empregos legítimos gerados pela atividade legal e os recursos que deixam de ser recolhidos aos cofres públicos da cidade e do país.

Os cerca de 4 mil celulares apreendidos nesta quinta estão avaliados em quase R$ 8 milhões, de acordo com a Receita.

Além da perda das mercadorias apreendidas, os responsáveis pelas lojas que comercializavam os celulares ilegais devem ser enquadrados pela Receita no crime de descaminho, que no Código Penal significa burlar o pagamento de impostos. A pena por esse crime pode variar de um a quatro anos de prisão, mais multa, segundo a lei.