04082020_JC.jpg

O Privilegiômetro Tributário da Unafisco Nacional foi destaque no Jornal da Cultura, da TV Cultura, na edição da última segunda-feira (3/8). A notícia sobre o tema ressalta que o governo federal deixará de arrecadar quase R$ 300 bilhões neste ano devido a privilégios tributários sem justificativa a empresas e pessoas físicas, conforme prevê a ferramenta on-line pela criada pela entidade. Até o momento, o valor ultrapassa R$ 174 bilhões.

A Unafisco defende a necessidade de debater privilégios tributários, principalmente neste momento em que a Reforma Tributária avança no Congresso. “Toda essa discussão sobre privilégios precisa ser apresentada à sociedade para que nós discutamos o que é de fato privilégio tributário e o que não é privilégio tributário”, esclareceu à reportagem o presidente da entidade, Auditor Fiscal Mauro Silva.

Como explicar a concessão de privilégios tributários a determinados setores, sem contrapartida à população? “O nosso País deixa de arrecadar anualmente meio bi [bilhão] para incentivar o consumo de água mineral. É um pouco curioso, não é?”, exemplificou Mauro.

O telejornal repercutiu também medidas apontadas pela Unafisco para incremento da arrecadação, como a tributação sobre lucros e dividendos que resultaria em, aproximadamente, R$ 60 bilhões. Esta e outras iniciativas apresentadas pela entidade têm como foco a justiça fiscal.

Veja abaixo a notícia na íntegra.