19062020_Valorizacao.jpg

A Receita Federal deflagrou no dia 17/6, em conjunto com a Polícia Federal, as operações Ásia 1 e Ásia 2. Elas investigam uma série de supostas práticas de crimes financeiros, como sonegação fiscal e evasão de divisas, em esquemas de importação no setor têxtil, de eletrodomésticos e comércio de peças para motocicletas no Ceará.  

Segundo notícia do Bom Dia Ceará, telejornal de afiliada da TV Globo, o prejuízo aos cofres públicos é de meio bilhão de reais, podendo chegar a R$ 700 milhões. Além disso, o montante enviado a paraísos fiscais soma, aproximadamente, R$ 5 bilhões.

Ainda de acordo com a notícia, as investigações tiveram início em 2013, após Auditores Fiscais da Receita suspeitarem de irregularidades durante verificação de documentos de produtos importados. Foram identificados dois grupos distintos, que usavam o mesmo modus operandi. Eles subfaturavam sobre os produtos importados, principalmente oriundos da China, ao declarar às autoridades valores inferiores aos pagos. Posteriormente, remetiam as diferenças ao exterior. Entre os investigados estão empresários, doleiros e despachantes aduaneiros.

“Além da evasão de divisas, além do não pagamento de tributos, há também um forte prejuízo ao comércio local”, ressaltou o Auditor Fiscal João Batista Barros da Silva Filho, superintendente regional da Receita Federal do Brasil na 3ª RF.

Duas pessoas foram presas e houve o cumprimento de mandados de busca e apreensão em Fortaleza e outras cidades cearenses.

Assista aqui a notícia, na íntegra.